ASSINE SEXY CLUBE
Pesquisa

ED 428_ AGOSTO / 2015

Revista Sexy de agosto com Nany Ferrari

Novinha, tatuada, linda e muito sexy. A geração Y está mais gostosa do que nunca

fotos_ João Paulo Ramos / realização_ Maina Helena Falavigna

Revista Sexy de agosto com Nany Ferrari

Quem anda minimamente no mundo das modelos sabe que esse papo de ficha rosa sempre existiu. É uma demanda tão simples quanto antiga. Tem quem queira vender sexo e quem queira comprar. Como é que alguém imaginou que, num mundo que gira em torno dessa imensidão de beleza e grana, isso não seria uma equação rentável pra cacete? É óbvio, meu amigo. Como a reportagem assinada pela Bianca diz muito bem, uma imersão rápida no assunto foi suficiente para que a gente ouvisse histórias que, se publicadas, renderiam processos milionários. Fama e anonimato convivendo lado a lado. Isso explica um pouco a reação histérica de algumas pessoas quando começou a tal novela Verdades Secretas. Quem já é conhecido e foi peça fundamental desse mecanismo não quer ter seu passado revirado. Quem ainda está fazendo seu pé de meia, muito menos. E o grande paradoxo é que é um mecanismo que quase não se esforça para se esconder, apesar de ser crime. Enfim, dê um pulo na página 50 e leia com calma.

Falando em moda, mas dessa vez se mantendo apenas no glamour da coisa toda, vamos ao nosso ensaio de capa. Meus amigos, o que é essa Nany Ferrari? Shape de modelete, novinha, linda e uma baita atitude de mulher. Impossível não querer ficar indo e voltando nas fotos desse ensaio clicado por João Paulo Ramos, viajando nas curvas daqueles seios, no olhar penetrante dela... E na sua harmonia encantadora entre delicadeza e ferocidade, que é uma das formas de descrevê-la. As fotos e a entrevista deixam isso claro. Aliás, falando em entrevista boa, leia o papo que batemos com Carol Gonçalves, do segundo ensaio, antes de ver as fotos. Dá toda uma ressignificada no seu ensaio, que tá fera demais.

Outras dois papos valem a pena serem lidas com calma. Dessa vez falando de futebol. Zé Roberto, que diagnosticou muito bem o 7 a 1, e o craque da narração José Silvério, que disse que estava torcendo pra ter sido 12 a 1. Para finalizar, completando os pontos altos desta edição da revista, dê um pulo no nosso editorial de moda divertido e criativo, na baita reportagem sobre motos customizadas assinada pela Aline Magalhães e confira um pouquinho de história etílica do maior dos coquetéis de todos os tempos, o Martini. Só jogadas de mestre.

FOTOS_ DIVULGAÇÃO

Nany Ferrari

Vídeo _DIVULGAÇÃO

Nany Ferrari

VEJA TAMBÉM

.

Carolina Gonçalves

Carolina Gonçalves

Uma lolita altamente sexy

Jeh Goddess

Jeh Goddess

A gostosa mistura de Suécia e Brasil

Zé Roberto

Zé Roberto

"7 a 1 foi polco. É simples de explicar. Faltou um pouco de humildade da nossa parte"

José Silvério

José Silvério

"Quando narrei o sétimo gol já estava torcendo para que fossem uns 12"

O submundo é rosa

O submundo é rosa

O mundo das modelos ficha rosa

Motos, café e rock'n'roll

Motos, café e rock'n'roll

O estilo das motocas Café Racer