Luanda Fraga e Janne Ferreira

Musas da Copa do Mundo

Luanda Fraga e Janne Ferreira no melhor entrosamento deste mundial.

direção_ Lipe Aramuni e Edu Graboski / fotografia_ Beto Hilches / cabelo e maquiagem_ Juliana Talita
agradecimento_ Top Fashion Rio e Los Gringos Barbearia

 

VÍDEO GRÁTIS

 

FOTOS GRÁTIS

Login Entre e aprecie muitos outros conteúdos.

Luanda Fraga, 27 anos, de Porto Alegre, RS

Mais uma vez estampando nossa edição, só que agora como campeã. Como se sente?
Ainda não caiu a ficha, (risos). Estou na minha melhor fase.

Como foi a comemoração?
Foi até o outro dia de manhã! Pra mim, sempre foi um sonho ter um título internacional. Comemorei com amigos e vibrei com a minha família, que mesmo estando lá no sul, acompanhou tudo.

Gosta de futebol? Curtiu essa copa?
Futebol é minha paixão. E não falo só por causa dos jogadores, (risos). Sou daquelas que acorda cedo para ver os jogos.

Por falar em jogadores, qual Derrubaria na área?
Tinha muito craque gato nessa Copa. Pra mim, o troféu vai para o goleiro Alisson.

Prefere gol de cabeça ou de língua?
(Risos). De cabeça ou língua, o importante é ser artilheiro.

Prefere jogar na frente ou atrás?
Atrás não rola, estou sempre no ataque!

Aguenta dois tempos ou pede para sair?
Aguento até prorrogação e pênaltis!

Janne Ferreira, 25 anos, de Petrolina, PE

Nos fale sobre o concurso. curtiu participar?
Eu adorei. Gosto de tudo que me desafia, gosto de provar pra mim mesma que sou capaz e que posso conquistar meus objetivos.

Ficou feliz com o segundo lugar?
Como todo e qualquer concurso a gente entra pra ser a campeã, mas ser a vice no meio de 32 mulheres gatas é uma vitória imensa!

É a primeira vez que faz um ensaio nu?
Sim, é inédito. Nunca tirei a roupa assim, (risos).

Acompanhou a copa?
Fiquei de olho em todos os lances! Vibrei com cada jogo.

Seu campo é só na cama?
Nem sempre. A vida é um jogo, precisamos estar prontos para perder, ganhar, defender e atacar.

Defesa ou ataque?
Ataque! Partir pra cima mesmo. Esse negócio de ficar na defesa não é meu forte, (risos).

O que o cara precisa fazer para passar pela sua marcação?
Precisa me passar confiança, ser bom de ataque e de bola. Nada de bolinha murcha, (risos).